Me before you e seus ensinamentos

quinta-feira, julho 14, 2016

Assisti ao filme e mesmo depois de alguns dias ainda fico pensando em como toda a história me trouxe ensinamentos, ou pode-se dizer um modo diversificado de ver as coisas. Só pra deixar claro que eu não li o livro, apesar de que agora se encontra na minha listinha de futuras leituras. O post vai conter spoilers, ok.
Antes de tudo quero deixar bem claro que existem os dois lados da moeda! O fato do Will desejar morrer é algo egoísta, sim, afinal todos os que são próximos a ele iriam sentir a sua falta, e apesar de não se movimentar ainda tem uma vida pela frente, mas existe, o fato de uma pessoa tão ativa e que gosta de praticar esportes - como é visto no filme -, não conseguir aceitar o fato de que não vai se movimentar dali em diante, e isso é algo tão frustrante para ele!
Mas pensando bem, talvez a magia toda não ocorra com o Will, e sim com a Lou que pareceu se desenvolver tanto em menos de duas horas de filme, o que me deixa com uma grande expectativa para a leitura do livro. Lou inicia o filme um tanto quanto acostumada com a rotina que tem e depois que se vê sem um emprego, parece que tudo desmorona! A questão toda é que Lou é acostumada com tudo e mesmo tendo sonhos e vontades, como por exemplo a faculdade de Moda - o que faz boa parte da sala do cinema rir! - por estar sempre na mesmice e achar que nunca vai sair do limite da cidade, acaba desacreditando e deixando as coisas para depois. 

Quando citei a evolução da Lou, pode até parecer meio bobo mas você vai percebendo isso no momento em que ela vê que o relacionamento com Patrick já não é mais tão incrível assim, e que Will fez ela conhecer outros lugares que a fizeram se sentir feliz! Então quando dizem que o filme é sobre os dois, tenho a acrescentar que ambos influenciam em algum momento na vida do outro.. Will mesmo não podendo se locomover, ainda viaja e aproveita os últimos meses de vida, enquanto ajuda Lou a se re-descobrir, a ver que tudo é possível se ela quiser. Dali em diante, um se torna incrível para o outro, do jeitinho que é: Will mesmo sendo ranzinza se torna um amor e mostra que acaba sendo daquele jeito por não saber aceitar o que aconteceu consigo, Lou sendo toda atrapalhada, com roupas extravagantes e sabendo fazer um ótimo chá! Eles se tornam companheiros e amantes.
É desse modo meio incerto -pelo menos no meu ponto de vista- que pretendo terminar isso, porque espero que as pessoas observem: que você e as pessoas que lhe rodeiam lhe influenciam de algum modo, seja lhe cativando ou fazendo com que você se descubra! Just live, live well.

Obs: Ta confuso mesmo! A mensagem a se passar é o quanto ela evoluiu e parte dessa ajuda veio graças a ele. O intuito em momento nenhum foi fazer resenha do filme, é só expor alguns dos meus pensamentos, porque eu estava cansada de ouvir: "Mas ele morreu, isso é triste!" quando existiu pelo menos pra mim um significado enorme por trás disso tudo, mas sim, chorei horrores da metade do filme até o final.

* Imagens retiradas do google

Você também vai curtir

0 comentários

Curte aqui!

Inscreva-se no Canal!

Posts Populares