Sobre o fim


Por que a gente resiste tanto a deixar qualquer coisa acabar? Estica o elástico até o limite e gasta uma força danada pra dar conta de segurar. Não percebe que ele já está frouxo, que não prende mais nada, que nem de elástico mais a gente pode chamar. 

Pontos finais dão calafrios quando o medo do vazio é maior que a certeza de que a gente merece se preencher de algo melhor. Você nunca tem certeza de que entendeu ou gostou mesmo de um filme, antes de ele terminar. 

Saber a hora de dar fim, é saber, também, confiar. Sempre dói, mesmo quando é muito necessário. Mas é a única maneira de dar a oportunidade para o novo e o novo é inspirador!

(Fonte: Stories da Bianca Andrade) ♥ 

Inspiração: Vestidos para festas de fim de ano

Resultado de imagem para barbara palvin

No post de hoje, trouxe alguns vestidos com tecidos, modelos e cores diferentes para você poder se inspirar e usar nas festas de formatura, réveillon e etc. 

Vestidos curtos: Se você gosta de vestidos curtinhos e quer sair do "óbvio", pode optar por um que tenha um decotão seja ele na frente ou nas costas, ou talvez um vestido "mais comportado" porém com um detalhe na cintura... Mas se você quiser algo que não seja muito chamativo, use um vestido preto, que não sai de moda nunca e combina com qualquer ocasião

Vestidos longos: Alguns vestidos longos pisam MUITO em outros vestidos, né?! É um look extremamente elegante e lindo e as cores e modelos dependem do gosto de cada pessoa e da ocasião. Os vestidos mais elaborados e ricos em detalhes, pedem por uma ocasião mais séria, mais chique, sabe? Se você quiser algo mais feminino e clássico, opte pelos modelos ombro a ombro que estão super em alta.

Tecidos: Os tecidos e detalhes dão um tcham em qualquer vestido. Essas três opções saíram do clássico e óbvio e passaram para o chique e diferente. A transparência e a renda são duas coisas que combinam demais! Fica lindo e dependendo do modelo, é "sexy sem ser vulgar". Os detalhes nas laterais do vestido estão super em alta, dá um tcham no vestido que é simples, sabe? E looks com brilho são sempre lindos e não tem como errar, olha esse terceiro que lindo! 

Coloridos: Os vestidos coloridos também são lindos e chamam bastante a atenção, independente do modelo. Olha esse vestido da Zendaya, rosinha e com um ar romântico, lindo né?! Eu amei! A cor do vestido vai depender do seu gosto e tonalidade de pele, opte por algo que vá contrastar e chamar a atenção de uma forma positiva. 

Qual é o seu modelo preferido? Comenta aqui embaixo! ♥
xx

5 coisas que aprendi esse ano - 2017


Confesso que até dias atrás eu ainda não conseguia me sentir realmente grata e feliz por cada coisa que aconteceu nesses últimos anos. Não que eu não saiba reconhecer as coisas boas, mas é que toda vez que eu parava pra pensar em tudo que já aconteceu, principalmente nesse ano, me batia uma ansiedade muito grande e medo de encarar o que já passei e que no fundo eu não tinha deixado pra trás.

O ano ainda não acabou mas se eu tivesse que usar apenas uma palavra para descrever como ele foi pra mim, com certeza, a palavra seria “teste”. Sinto que esse ano eu fui testada várias vezes e de maneiras completamente diferentes. 2017 foi repleto de altos e baixos e enfrentar as lembranças ruins me fez muito bem, por mais doloroso e confuso que tenha sido. O mais “engraçado” é que isso de certa forma me deixou mais forte, preparada e agora eu consigo olhar para trás e ver o lado bom, sabe?

Cada pessoa tem o seu próprio tempo e aprender a respeitar o meu foi muito importante nesse processo.

Enfim, resolvi compartilhar aqui algumas das coisas que eu aprendi esse ano e que vou levar comigo todos os dias de agora em diante.

Você é quem você realmente é
Tenho que admitir que eu já tentei mudar algumas características minhas para poder me encaixar em determinado grupinho e lugar. Foi burrice? Foi! Me arrependi? Não, porque apesar de ter sido um erro, eu aprendi com ele. Com o passar do tempo a gente muda, cresce e amadurece. Nós vivemos de fases, mas a nossa essência não muda e somos leais a ela, mesmo que inconscientemente. Seja quem você realmente é, não mude sua aparência, características e valores por causa de uma pessoa, grupinho ou o que for. A  não ser que essa mudança seja para algo melhor, para acrescentar algo bom na sua vida.

Certo e errado são muito relativos
Pra mim certo e errado sempre foram muito nítidos e por isso sempre defendi o que eu achava que era certo e julgava o que era errado. Porém, o que é certo e errado pra mim, pode não ser pra você e vise versa. É muito bom defender os nossos valores, ideais e propósitos, mas às vezes é bom ouvir o que os outros têm a dizer. Todo mundo, que você conhece pessoalmente ou não, tem algo para compartilhar e ensinar. Ter contato com pessoas que pensam o oposto de mim, por exemplo, me fez rever alguns ideais e conceitos que eu tinha. Às vezes, tudo que a gente precisa é "pensar fora da caixa", analisar as coisas sob uma perspectiva diferente e se você mudar de ideia sobre algo está tudo bem.

Não tenha medo de dizer "não"
Apesar de voltar atrás algumas vezes e dar o braço a torcer, isso é algo que eu ando praticando muito nos últimos meses. Dizer não para uma pessoa, por exemplo, pode ajudar a preservar sua saúde mental e te manter em paz. Dizer não para oportunidades também é algo positivo, principalmente se ela não for compatível com os seus ideais e não for acrescentar algo bom em sua vida.

Ter apoio é fundamental
Por mais que eu tenha buscado minha independência e tentado ser forte na maior parte do tempo, parece que a vida testa essa força às vezes. Sempre quis manter as pessoas que gosto do meu lado, mas nem sempre elas puderam estar. Por isso tentei resolver os meus dramas e conflitos sozinha, só que muitas vezes isso não foi o suficiente e acabava transbordando. Apesar de saber que eu posso contar com a minha família e amigos mesmo eles estando distantes, buscar Deus foi fundamental porque senti que ele tirava o peso das minhas costas e do meu coração, me confortava e me deixava tranquila. Se você é religios@, aconselho que busque conversar com ele mais vezes. Faz muito bem.  

Morar sozinho não é tão fácil
Tem quase dois anos que eu me mudei para BH e ainda surge uns perrengues às vezes que me deixam LOUCA! Morar sozinha (no meu caso, é em republica), é muito bom e gostoso, mas nem tudo são flores. Você vai ter que gastar seu dinheirinho suado para comprar materiais de limpeza ao invés de comprar aquela brusinha maravilhosa, tem gastos inesperados com o chuveiro que queimou, gás que resolveu acabar bem na hora que você tava fazendo almoço, fechadura da porta que estragou e etc. Mas acredite que apesar dos pesares, vale a pena ter essa experiência porque te faz crescer, e se você não estiver preparad@ vai ser meio que na marra.

E você o que aprendeu esse ano? Compartilha comigo suas experiências aqui nos comentários e nas redes sociais! Vamos conversar ♥  Twitter / Instagram / Facebook

xx

Curte aqui!

Inscreva-se no Canal!

Posts Populares